Topo

Coluna

Flávio Ricco

Apresentadores do "Vídeo Show" precisam se libertar da leitura do texto

Reprodução
Joaquim Lopes e Sophia Abrahão no "Video Show" Imagem: Reprodução
Flávio Ricco Flavio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Flavio Ricco

Colunista do UOL

03/09/2017 00h05

O “Vídeo Show”, exibido nas tardes da Globo, possui um problema crônico: seus apresentadores simplesmente não conseguem se libertar do teleprompter, a tela que exibe o texto do programa.

É leitura o tempo todo e improviso praticamente zero! O único, até pela bagagem que possui na TV, que consegue sair um pouco do esquema é o Otaviano Costa.

Sophia Abrahão e Joaquim Lopes, no entanto, passam a impressão que, se tirarem o “tp” da frente deles, acaba o programa. Estão muito robóticos.

Não seria o caso de a direção do “Vídeo Show” dar mais liberdade para o trio? Começar a pensar seriamente nisso?

*Colaboração de José Carlos Nery
 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!