Coluna

Flávio Ricco

Saída de Carol Dias do "Pânico na Band" teve bastidor "tenso"

Marcelo Marcelo Brammer e Paduardo/AgNews
A agora ex-panicat Carol Dias Imagem: Marcelo Marcelo Brammer e Paduardo/AgNews
Arte/UOL
Flávio RiccoFlavio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL

17/09/2017 00h05

Pessoas da equipe do “Pânico na Band”, que acompanharam tudo de perto, garantem que não foi nada amistosa a saída de Carol Dias do programa. Ao contrário. Segundo eles, o “climão” foi tão intenso, que se fez necessária a intervenção do alto comando para “apagar o incêndio” e o caso não tomar maiores proporções. Isto porque, devido a um episódio lamentável nos bastidores, envolvendo alguém mais tarimbado de lá, a modelo teria ameaçado levar o caso para os tribunais.

No fim, ainda de acordo com esse mesmo pessoal, após a intervenção de um nome respeitado do programa, Carol recebeu todos os seus direitos – e até um pouco mais, por sua grande contribuição nesses quase cinco anos.

Só assim foi possível zerar e arquivar a bronca.

Oficialmente, ela diz que deixou o “Pânico” porque estava se sentindo “um pássaro na gaiola” e decidiu voar para novos projetos. Sempre foi uma das mais queridas e respeitadas de lá.

*Colaboração de José Carlos Nery
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo