Coluna

Flávio Ricco

"Deus Salve o Rei" está sendo gravada em ambiente totalmente fechado

Ramon Vasconcellos / TV Globo
Detalhe da cidade cenográfica com Rosamaria Murtinho Imagem: Ramon Vasconcellos / TV Globo
Arte/UOL
Flávio RiccoFlavio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL

29/10/2017 00h05

A próxima novela das sete da Globo, “Deus Salve o Rei”, substituta de “Pega Pega” e com estreia em janeiro, está sendo gravada em uma cidade cenográfica totalmente indoor. De acordo com a emissora, são dois galpões, medindo 35m X 70m e 35m X 75m, além de uma área de 1.800 metros quadrados com cenários fixos. No primeiro galpão foi montado o reino de Montemor, com castelo e cidade fictícia.

Marilia Cabral / TV Globo
Marina Ruy Barbosa será Amália em "Deus Salve o Rei" Imagem: Marilia Cabral / TV Globo
No segundo, o reino de Artena -  no qual transita a plebeia Amália (Marina Ruy Barbosa), e uma grande área de chroma para as cenas que envolverão efeitos visuais, floresta e as sequências de batalhas.

Nos cenários fixos de “Deus Salve o Rei”, a equipe trabalha com o conceito de “mutação”, muito usado no teatro. “Temos a possibilidade de transformar os espaços em até 15 ambientes diferentes, muitas vezes alterando apenas uma parede”, explica Keller Veiga, que assina a cenografia com Pedro Equi e Felipe Serran.

“Uma cidade cenográfica totalmente ‘indoor’ é um projeto antigo e que vai facilitar muito, sobretudo em relação às condições climáticas e às correções de luz, e que também vai possibilitar a utilização de materiais como o barro, por exemplo”, finaliza Keller.

*Colaborou José Carlos Nery
 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo