Coluna

Flávio Ricco

Disputa por protagonistas na Globo está ainda mais intensa

Renato Rocha Miranda - 28.set.2016/TV Globo
Camila Morgado vai ser protagonista de "Malhação" Imagem: Renato Rocha Miranda - 28.set.2016/TV Globo
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

06/11/2017 00h06

O bastidor da teledramaturgia da Globo poucas vezes teve um momento tão agitado como o de agora, na disputa por protagonistas.

Isto porque, além do carro-chefe novelas, de “Malhação” até a faixa das nove, há também a necessidade de colocar bons valores – atores e atrizes – no elenco de séries, seriados, minisséries e superséries.

Quebra-cabeça e razão de tanta correria, para ver quem chega antes em determinados artistas. Não é exagero informar que neste momento está em disputa um tremendo cabo de guerra nos Estúdios Globo, com a Teledramaturgia (novelas) de um lado e a Teledramaturgia Semanal (séries...) de outro.

E a “competição”, que já é enorme, tende a aumentar ainda mais, porque mesmo em tempos de crise como agora o Grupo Globo não reduz o seu grau de investimentos.

Além da TV aberta e “parcerias” com os canais Globosat, haverá também uma forte aposta em streaming.

Olha o exemplo

Para traduzir o que foi dito acima, basta recorrer a tudo que aconteceu até se chegar na escolha da protagonista da próxima “Malhação”.

Várias atrizes foram pensadas para o papel de uma professora, porém, a maioria já estava comprometida ou reservada para outros trabalhos. Por fim, optou-se, entre as alternativas, por Camila Morgado.

Lado bom de tudo

Todos, entre séries e novelas na Globo, não deixam de enxergar o lado positivo de todo esse processo de escolha de atores.

Tanto a teledramaturgia diária quanto a semanal estão sentindo na pele a necessidade de se investir em “novos protagonistas”.

Repetições

Apesar dessa intensa disputa por nomes importantes, a Globo tem tomado o cuidado de evitar que um mesmo artista apareça em duas produções simultaneamente.

A regra, por exemplo, já atingiu trabalhos como “Ilha de Ferro” e “Se eu fechar os olhos agora”. No sentido de não permitir a superexposição, alguns atores precisaram ser desconvidados.

Vendo diferente

Enquanto na Band verifica-se certo desalento com relação à cobertura do carnaval da Bahia no ano que vem, no SBT tudo está sendo visto de maneira bem diferente.

Produção já em curso e o comercial trabalhando em cima.

Rescisão

O distrato, Band, e a empresa do Tutinha, está sendo conversado, negociado, mas não existe ainda nenhuma conclusão encaminhada.

O problema é que, além da multa rescisória, ainda existem outros valores a serem acertados.

Melhor na paz

O que se percebe é que, do lado da Band, há um cuidado muito grande no trato do assunto.

A emissora, tentando acertar seu passo e com outras prioridades de negócios, está se empenhando em romper com o “Pânico” da forma mais amistosa possível.

Talento

Manuela Aidar, campeã da primeira temporada do programa “Humoristinhas”, apresentado por Eduardo Sterblitch, vai seguir no Multishow.

Já existe um convite para que ela se integre quase que imediatamente ao novo projeto do Tom Cavalcante, uma sitcom.

Tem dessas coisas

A existência do “Vídeo Show”, não fosse por outros valores, também é importante para reapresentar alguns dos trabalhos que a Globo fez no passado.

O programa “Guerra dos Sexos”, por exemplo. O relembrado, além do Osmar Santos na apresentação, e as participações de Mussum, Marlene e Nelson Gonçalves. Entre outros.

De volta

A Globo está tratando esta volta do “Vídeo Game”, a partir de hoje, no “Vídeo Show”, como uma homenagem pelos quase 16 anos da sua criação.
Mas a verdade é que o quadro tem tudo para ficar um bom tempo em cartaz, ocupando 15 minutos ou mais do programa diário.

Divulgação
Edu Guedes, Mel Gibson e Érica Reis Imagem: Divulgação

Na alegria e no trabalho

Érica Reis e Edu Guedes, em rápida viagem a Los Angeles.

Ele, para tratar de assuntos ligados à culinária e outras curiosidades da cozinha, enquanto a Érica entrevistou Mel Gibson para o “Leitura Dinâmica”, da Rede TV!, falando do filme “Pai em dose dupla 2”.

Uma comédia que ainda tem Mark Wahlberg, Will Ferrel e John Lithgow, além de uma participação da brasileira Alessandra Ambrósio. 

Bate – Rebate

• Mãe e filho, Leda e Duda Nagle, serão os convidados do “Programa do Porchat”, nesta segunda, na Record.
• “Apocalipse”, substituta de “O Rico e Lázaro”, com estreia anunciada para dia 21, vai apresentar um visual diferenciado...
• ... A novela terá uma proposta muito próxima de seriados e, para tanto, uma equipe de coloristas já trabalha nisso.
• Apesar de toda boataria em cima, não existe plano nenhum no SBT para lançamento de novo jornal no começo da tarde...
• ... E mais: pelo menos em tempos recentes, de um ou dois anos para cá, isto nunca foi cogitado.
• Direção da Record finaliza aprovação dos orçamentos de produção para o ano que vem...
• ... Entre o que já existe e novidades que estão por vir, o trabalho está bem adiantado.
• Ricardo Tozzi e Henri Castelli são as novidades do “Tocs de Dalila”, da Heloísa Périssé, hoje, com nova temporada no ar no Multishow...
• ... Serão outros 15 episódios, com exibição a partir das 22h30.

Colaborou José Carlos Nery

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo