Coluna

Flávio Ricco

Band não promoverá mudanças drásticas, após saída de Diego Guebel

Leticia Moreira/Folhapress
O ex vice-presidente de Televisão da Band, Diego Guebel Imagem: Leticia Moreira/Folhapress
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/12/2017 00h05

O dia de ontem no Grupo Bandeirantes foi marcado pela saída do diretor argentino Diego Guebel. Ele ocupava desde junho a Vice-Presidência de Televisão, mas ditava os rumos da programação há seis anos.

A queda de Guebel já era aguardada no mercado, muito em função do processo de reformulação colocado em prática nos últimos tempos pelos Saad. Antes dele, foram desligados Marcelo Mainardi (comercial) e Marcelo Meira (vice-presidente), entre outros.

Segundo orientação da nova vice-presidência do Grupo Band, leia-se André Aguera, pelo menos neste primeiro momento não haverá mudanças de comando nos principais departamentos da emissora.

Vai ficar tudo exatamente como está, ou seja, com Nilson Moyses à frente do comercial; Fernando Mitre (direção nacional) e André Luiz Costa (direção executiva), no jornalismo; Mario Baccei - vice-presidência de rádio, e Paulo Saad, vice-presidência dos canais por assinatura.

Apesar de a Band garantir que por ora tudo fica como está, sempre fica a expectativa em torno de algum nome que possa estar chegando.  Ou saindo.

*Colaborou José Carlos Nery
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo