Topo

Coluna

Flávio Ricco

Novela em crise: autores perdem poder por completo em "Apocalipse"

Divulgação
A autora Vivian de Oliveira Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

16/12/2017 00h05

Durante a tarde de ontem circularam informações nos estúdios da Record, no Rio de Janeiro, que a autora Vivian de Oliveira teria sido afastada do roteiro da novela “Apocalipse”, em função da crise existente nos seus bastidores por causa da interferência da igreja Universal.

Consultada, a assessoria da Record declarou que a informação sobre o afastamento de Vivian “não procede”.

A autora, a bem da verdade, permanece à frente, mas como uma “rainha da Inglaterra”. Já faz algum tempo que ela perdeu o controle da história para a IURD, porque muito daquilo que é escrito não vai ao ar do jeito que foi idealizado.

A narração feita por Sérgio Marone também é obra da igreja e não passa sequer pela autora e seus colaboradores, assim como cortes de cenas e muitas outras interferências.

O momento de “Apocalipse” é este: alguém escreve, mas, na hora de assistir, a novela é outra coisa. É uma “surpresa” a cada capítulo.

Como reflexo de tudo, audiência em baixa, SBT na frente e trama prestes a ser encurtada.     

*Colaborou José Carlos Nery

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!