Topo

Coluna

Flávio Ricco

Coisas da vida: Band vai colocar no ar reality de empresas em dificuldades

Divulgação
O bilionário Marcus Lemonis comanda "O Sócio", nova atração da Band Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

12/01/2018 00h06

Se contar ninguém acredita, mas sabe qual é o programa que a Band vai colocar no ar? Se não sabe, fique sabendo: “O Sócio”.

Trata-se de um reality show da TV americana, que em cada episódio o bilionário Marcus Lemonis empresta seus conhecimentos e até oferece investimentos a empresas com problemas, em vias de fechar as portas.

Em alguns casos, quando sente que o negócio é bom, ele até entra sócio.

Aqui no Brasil, diariamente, é exibido no History Channel.

Poderíamos considerar que, no caso de quem se trata, a Band, não existe nada mais curioso ou oportuno, porém também é de uma falta de sensibilidade absoluta.

Vamos combinar? Não tinha outra hora para exibir um programa desses? Com as suas dificuldades tão conhecidas e espalhadas, por que se expor a uma coisa dessas?

É lata fechada. Independentemente de tudo, o programa é muito bom, já vem pronto e dublado. Só tenho dúvidas de como será o seu resultado fora da TV a cabo.

Não tem mais essa
A crise em curso afetou também a ida dos artistas mais famosos da música em programas de TV.

As emissoras, que antes se responsabilizavam por isso, não estão mais arcando com despesas de jatinho. Aluguel ou combustível. Agora, quem quiser, só na base do voo comercial.

Reprodução/TV Gazeta
Regina Volpato no "Mulheres" Imagem: Reprodução/TV Gazeta
Assinatura própria
Termina hoje a primeira semana da Regina Volpato como apresentadora do “Mulheres”.

Experiente, nesses poucos dias, ela fez seu o programa que durante muitos anos foi da Cátia Fonseca. Resta a Gazeta acertar com ela um contrato definitivo. Por enquanto, o que vale, tem duração só de um mês.

Existe um porém
Em se tratando do Gazeta e do “Mulheres”, além de apresentar, caberá também a Regina, ou qualquer outra na função, a obrigatoriedade de vender muito bem.

É fundamental para o programa ter alguém com capacidade e força nos merchandisings. Condição sine qua non para o posto.

Falta do que fazer
Em meio a tantas e reconhecidas qualidades da Regina Volpato, não é que existiu quem resolvesse encrespar com os cabelos crespos dela?

Manda andar.

Tá na mão (1)
Demorou, e demorou até mais da conta, mais de meio ano, mas, enfim, entregaram o carro que o dançarino Paulo Victor fez por merecer como ganhador, acompanhante da Maytê Piragibe, no primeiro “Dancing Brasil”.

Todo feliz, ele fez até algumas postagens na internet.

Tá na mão (2)
Demorou nada e o médico Marcos Harter, mês e pouquinho, já pegou o prêmio que tinha direito pelo segundo lugar em “A Fazenda – Nova Chance”.

A Record já fez a entrega do carro que ele ganhou.

João Cotta / TV Globo
Camila Morgado como a professora Gabriela Fortes de "Malhação: Vidas Brasileiras" Imagem: João Cotta / TV Globo
No cenário
Camila Morgado caracterizada como a professora Gabriela Fortes de “Malhação: Vidas Brasileiras”. Na história, que estreia em 6 de março, ela trabalha na Escola Sapiência, é casada com Paulo (Felipe Rocha) e mãe de três filhos, os gêmeos Alex (Daniel Rangel) e Flora (Jeniffer Oliveira), e a caçula Mel (Maria Rita).

Ao longo da trama, irá reencontrar Rafael (Carmo Dalla Vecchia), seu namorado na adolescência. As gravações já começaram, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

Futuro indefinido
“Malhação – Viva a Diferença”, em cartaz, tem alcançado bons índices e críticas, mas Cao Hamburger e a Globo ainda não sentaram para falar sobre o futuro.

Tudo indica, pelo bom momento na casa, que ele vá renovar contrato. Porém “ainda não tem nada acertado”.

Distração
Ulisses Costa é um bom narrador esportivo. Brinca um pouco demais, mas é um dos melhores.

Só precisa prestar mais atenção no serviço. Quarta feira, o tempo todo falou em PSG, quando o adversário do Corinthians, em jogo transmitido por ele no rádio, foi o PSV.

Mudança no SBT
A partir deste próximo final de semana serão feitas mudanças importantes na grade do SBT.

Domingo, após o “Programa Silvio Santos”, irá ao ar o “Quem não viu vai ver”, com a reapresentação de vários programas, começando com a edição nº 1.000 de “A Praça é Nossa”, que foi um sucesso de audiência e exibida originalmente em 2008.

Em consequência, o “Conexão Repórter”, ocupante deste horário, irá se transferir para as noites de segunda-feira. No ar, às 23h30, logo após o Ratinho.

Destaque de audiência
A Band foi muito bem quarta-feira, entre 18h e 24h. Nesta faixa, ficou em terceiro lugar no Ibope, em SP, com 5,9% de média, atrás de Globo e SBT.

Resultado atribuído a três produtos: “Brasil Urgente”, que teve média de 8,7 pontos (segundo lugar no horário), “Jornal da Band” (6,8 de média e vice-líder também ) e o jogo Corinthians x PSV, pela Florida Cup (pico de 9,1 e média de 7,6).

Bate – Rebate
• Neste sábado, a partir das 3 da tarde, a Rede TV! retoma as transmissões da Superliga de Vôlei...
• ... O jogo é Minas Tênis Clube e Corinthians/Guarulhos, com narração de Marcelo de Ó e comentários de William Carvalho.
• Gugu voltou dos Estados Unidos, mas sem nenhuma novidade ainda sobre seu futuro na TV.
• “Pega Pega” e “Entre Irmãs” valorizaram ainda mais o passe da Nanda Costa na Globo...
• ... Ela se destacou nos dois e melhorou sua boa sequência de trabalhos.
• Novo programa da Catia Fonseca, na Band, terá um quadro dedicado à televisão...
• ... Que irá bater de frente com o “Fofocalizando”, do SBT, e com o “Mulheres”, da Gazeta...
• ... Já existem alguns nomes cogitados para conduzi-lo, mas ainda não chegaram ao nome de ninguém para cuidar disso.
• Alta direção da Rede TV! volta ao trabalho no começo da semana que vem...
• ... Pode ser que a partir daí finalmente se resolva a questão da Série B. Se irá continuar na casa ou não.

*Colaborou José Carlos Nery