Topo

Coluna

Flávio Ricco

Record joga pressão em "cast" e não aceita mais perder para o SBT

Divulgação/TV Record
Emissora pressionará elenco para não perder mais para o SBT Imagem: Divulgação/TV Record
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

08/03/2018 00h06

Cobrança de resultados, nas TVs, como em qualquer lugar ou campo de atividade, sempre existiu e nunca vai deixar de acontecer.

No caso da Record, fiquem avisados, será ainda maior a partir de agora, porque as seguidas derrotas para o SBT, mesmo com custos operacionais bem mais elevados que a sua concorrente, de acordo com o pessoal de lá, chegaram ao limite do insuportável.

A ordem que passa a vigorar, em se tratando de todos, é virar esse jogo imediatamente, inclusive com o aviso de que haverá uma cobrança como jamais existiu em cima disso. Daqui em diante, os programas que não alcançarem resultados satisfatórios de audiência ou não apresentarem eficiência comercial não terão uma segunda chance. E ninguém, nem mesmo os mais estrelados, estará livre disso.

Trata-se de uma mensagem que nada tem de disfarçada ou subliminar. Perder para a Globo, ao contrário do que se pensou no passado, passou a ser natural e perfeitamente aceitável, mas para o SBT jamais.

Questão interna
Como a Globo, a partir de agora, irá “atuar” dentro do espaço de produtoras independentes, como a O2, para proteger seus funcionários? Pergunta feita, mas ainda sem resposta. A única manifestação existente ainda é a do comunicado, distribuído após o vazamento de fotos de Paolla Oliveira: “Estão sendo aprimoradas as medidas de segurança, com novos procedimentos, que serão ainda mais rígidos em gravações fora dos Estúdios Globo”.

Pioneira
Nesta quinta, Dia Internacional da Mulher, o programa “Cartão Verde”, da Cultura vai receber Regiani Ritter, uma das primeiras mulheres brasileiras a se tornar repórter de campo e comentarista esportiva. Atualmente, aos 71 anos, Regiani trabalha na rádio Gazeta com o programa “Disparada no esporte”.

Na paralela
Monica Salgado, repórter do “Vídeo Show”, investindo em novos negócios, está lançando uma linha de bolsas, batizadas com nomes de mulheres importantes na vida dela. São 14 peças no total.

João Miguel Júnior/TV Globo
Ema (Agatha Moreira), Jane (Pamela Tomé) e Mariana (Chandelly Braz) Imagem: João Miguel Júnior/TV Globo

Luz em cima
A Globo intensificou bem as chamadas de “Orgulho e Paixão”, sua estreia no horário das 6, a partir do dia 20. E muitas delas com destaque para Agatha Moreira, Pamela Tomé e Chandelly Braz, trio avançado da história.

Fantasmagórica
A rede CNT é tão comprometida com o que faz e tem tanto zelo pela sua imagem, que na sua grade de programação de Salvador consta o “Programa do Lício”. Duas coisinhas apenas: seria tudo normal se o programa ainda estivesse no ar e o seu apresentador, Lício Oliveira, não tivesse morrido em julho passado.

Divulgação
Cacá Diegues e Suzana Pires Imagem: Divulgação

Cinema
Cacá Diegues fará as vezes de supervisor no texto de “De perto, ela não é normal”, escrito pela Suzana Pires. Um filme da peça dela. Os dois fecharam parceria na terça-feira. Se tudo correr como se espera, começa a rodar já em junho.

Particularidade
O “Tamanho Família”, do Márcio Garcia, como programa de temporada, vai voltar na Globo. Até aí, normal. O interessante é que, entre os seus convidados ilustres, o ator Ricardo Pereira, competindo com a Mariana Rios. Gravaram na terça-feira. A família dele veio de Portugal especialmente para participar. A nova temporada estreia dia 15 de abril.

Aos poucos
Aos poucos vai ganhando forma o novo programa do Milton Neves, aos domingos, na Band. Direção de Celso Tavares, com a segurança de muitos quilômetros rodados e o horário de exibição será o que era do “Pânico”, a partir de 9 da noite. Não tem data de estreia fixada ainda.

Esquisito
Como antecipado, a Globo cancelou a participação especial da cantora Paula Fernandes em “Deus Salve o Rei”, alegando “decisão artística”. O detalhe é que os capítulos já estavam todos escritos. 

Pastelão
Nesta quinta e sexta, as atenções em “O Outro Lado do Paraíso” estarão voltadas para o flagra de Nádia (Eliane Giardini) no marido, o juiz Gustavo (Luis Melo), na cama e no bordel com Leandra (Mayana Neiva). Uma sequência de comédia, com direito a rolar no chão e puxão de cabelos. Como vingança, Nádia passará a ter encontros com Odair (Felipe Titto).

João Miguel Junior/TV Globo
Em "O Outro Lado do Paraíso", Nádia (Eliane Giardini) irá flagrar marido no bordel Imagem: João Miguel Junior/TV Globo

Sai da frente
Neste sábado, na Record, em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, Sabrina Sato vai apresentar as primeiras mulheres da história que se formarão oficiais combatentes do Exército Brasileiro. Além de conhecer a rotina dessas pioneiras, que disputaram uma das 40 vagas do Exército com outras 7 mil mulheres, Sabrina irá ainda pilotar sozinha um tanque de guerra.

Bate – Rebate
• Miro, um comprador de esmeraldas, vai entrar em “O Outro Lado do Paraíso” e depois se envolver com Mayana Neiva...
• ...O dono do papel será anunciado em breve...
• ...Bel Kutner já grava como filha de Mercedes (Fernanda Montenegro).
• Tudo certo para a estreia de “Cozinha do Bork”, com Daniel Bork e Jiang Pu, próxima segunda-feira, às 8h50 na Band.
• Os primeiros capítulos de “Segundo Sol”, próxima das nove na Globo, vão receber uma atenção muito especial da casa...
• ...A ideia é não ser surpreendido por erros.
• “Domingo Legal” e “Eliana” voltam inéditos neste domingo, no SBT...
• ...Portiolli fará uma homenagem a Mara Maravilha, enquanto o “Eliana” terá Jojo Toddynho, Danilo Gentili, Diguinho, Matheus Ceará e Narcisa no júri do “Famosos da Internet”.
• A Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (ACERP), assumiu a gestão integral da Cinemateca Brasileira...
• ...O contrato, de três anos, assinado entre os Ministérios da Educação, da Cultura e a Associação Roquette Pinto, confere à organização a execução das atividades da Cinemateca, que possui o maior acervo audiovisual da América Latina.

*Colaborou José Carlos Nery