Topo

Coluna

Flávio Ricco

Gravações de "Apocalipse" sofrem com o efeito do caos no país

Munir Chatack / Record
Paloma Bernardi é Isabela em "Apocalipse" Imagem: Munir Chatack / Record
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

01/06/2018 00h04

A produtora Casablanca, que sempre trabalha com muita antecedência, estava com tudo programado para encerrar as gravações da novela “Apocalipse” entre ontem e hoje.

Só que não.

O seu roteiro também foi atingido por toda bagunça atualmente em cartaz e a conclusão de tudo, espera-se, só deve acontecer no final da semana que vem.

Os trabalhos de “Apocalipse” são sempre divididos em duas fases: captação no Rio de Janeiro e finalização (efeitos especiais...), em São Paulo.  

O atraso no final de uma, de acordo com a parceria Record-Casablanca, não terá qualquer influência no início da próxima religiosa, “Jesus”.

De acordo com as duas, está tudo dentro da margem de segurança.

*Colaborou José Carlos Nery