PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

"Não foi por dinheiro", diz Datena sobre boatos de desistência das eleições

Reprodução/Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL

13/07/2018 09h47

José Luiz Datena voltará a apresentar seu programa dominical neste próximo final de semana, assim como o fez na segunda-feira (9), com o “Brasil Urgente”, sepultando todas as possibilidades de sair candidato ao Senado Federal, embora sempre muito bem colocado em todas as pesquisas.

Desde então várias versões começaram a aparecer sobre as razões da sua desistência e ele deixa claro que o motivo foi um só:

"Minha decisão foi puramente pessoal, tomada em conjunto com a minha família. Entendemos que não era o momento e só isso, mas jamais por questão de dinheiro. O meu contrato com a Bandeirantes seria cumprido normalmente. Se eleito, trabalharia em Brasília durante a semana e faria meu programa aos domingos. Isto já estava acordado com a Band".

A insistência de alguns setores em dizer que jamais ele trocaria R$ 1 milhão por mês pelo salário de um senador é uma das coisas que mais o tem irritado nos últimos dias:

"Primeiro que nunca ganhei um milhão por mês e ninguém, sem ser o Imposto de Renda, tem alguma coisa a ver com isso. Já disse e repito: se eleito, eu continuaria trabalhando e recebendo normalmente da Band. E por outra, nunca fui alguém de me prender por dinheiro. Minhas decisões nunca se apoiaram nisso, até porque fui o único da televisão, até hoje, a pagar R$ 23 milhões de multa quando decidi não trabalhar mais na Record".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco