PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Afiliada da Globo mostra agilidade em cobertura de tragédia em Campinas

Repórter da EPTV, Jonatan Morel, divide tela com Giuliana Morrone  - Imagem
Repórter da EPTV, Jonatan Morel, divide tela com Giuliana Morrone Imagem: Imagem
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

12/12/2018 00h05

Como manda o bom jornalismo, a EPTV, afiliada da Globo, deu prioridade para a informação, ontem, diante da tragédia na Catedral Metropolitana de Campinas (a 100 km de São Paulo), na qual um homem matou quatro pessoas e se suicidou dentro da igreja. A emissora realizou uma cobertura de elevada qualidade. 

A tragédia ocorreu pouco depois das 13h e às 14h05 a EPTV já tinha derrubado o "Vídeo Show" e a "Sessão da Tarde" e entrado no ar com um programa especial. 

O boletim durou mais de duas horas e pelo menos oito equipes participaram, com destaque para Jonatan Morel, que intercalou entradas ao vivo no boletim local e nos boletins nacionais que a Globo fez ao longo da tarde. 

Outro destaque foi a apresentadora Marcela Varani, a quem coube segurar a cobertura ao vivo.
 

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco