Topo

Coluna

Flávio Ricco


Fake: Apresentador de TV, Sérgio Cursino, é dado como morto em Brumadinho

Sérgio Cursino: "vou bem, obrigado. E mais vivo do que nunca" - Arquivo pessoal
Sérgio Cursino: "vou bem, obrigado. E mais vivo do que nunca" Imagem: Arquivo pessoal
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

02/02/2019 00h05

Sérgio Cursino, radialista e apresentador de TV, dono de uma das mais belas vozes e com passagem recente pela Rede TV!, postou uma crônica nas redes sociais,"A Gente Vai Embora", onde fala sobre o desapego.

Pois bem, alguém de posse deste material, replicado quase um zilhão de vezes, inventou que o Cursino, era o proprietário da pousada que morreu na tragédia de Brumadinho. Pois é. Nada a ver. 

Em conversa com a coluna, ele tratou de esclarecer o "equívoco". 

"Estou vivo. Vivíssimo. Lamento o equívoco, lamento o engano, mas, ao mesmo tempo, entendo. O texto falava sobre isso, que algum dia a gente vai embora", explica o jornalista. 

O vídeo se espalhou "pelos 4 cantos do Brasil" e chegou até mesmo a pessoas próximas ao apresentador, nos Estados Unidos, e desde então ele não parou mais de responder que se tratava de uma fake news.

"Eu lamento profundamente [a confusão]. Nunca tive pousada alguma, muito menos em Brumadinho, e estou mais vivo que nunca refletindo exatamente sobre o texto que suscitou toda esta comoção nacional. Não sabia que era tão querido", declara. 

Cursino, por último, também teve o cuidado de tranquilizar as pessoas, por meio de suas redes sociais, inclusive bem-humorado.  
 "Comunicado: Sou o morto mais saudável do Brasil! E vivo", escreveu o jornalista. 

*Colaborou José Carlos Nery