PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Na TV de hoje não haveria espaço para Golias, Chico, Jô e companhia bela

Tom Cavalcante, com 43 anos de carreira, foi o último grande lançamento do humor na TV brasileira - Stella Carvalho/Divulgação
Tom Cavalcante, com 43 anos de carreira, foi o último grande lançamento do humor na TV brasileira Imagem: Stella Carvalho/Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

22/03/2019 00h06

A audiência de "A Praça é Nossa" em todas as exibições, garantindo sempre o segundo lugar no horário, às vezes até o primeiro, nem isso ou os seus 32 anos no ar comportando-se de igual maneira parecem incentivar a concorrência, e o próprio SBT, a pensar no humor com um pouco mais de entusiasmo e consideração.

Além da "Praça", no mesmo campo, só tem o "Zorra", da Globo, também na liderança aos sábados, como únicos dois exemplos de programas do gênero em toda a televisão aberta, numa demonstração clara que a atenção dispensada ao setor é nenhuma.

Ou porque não existe interesse ou porque não sabem fazer. Não tem outra.

E estamos falando de uma televisão que, entre outros nomes, já teve Golias, Pagano Sobrinho, Zeloni, Nair Bello, Zilda Cardoso, Renato Aragão e toda turma dele, Jô Soares, Arnaud Rodrigues, Lilico, Oscarito, Grande Otelo, Rony Rios, Zé Trindade, Ankito, Borges de Barros, Dercy, Costinha, Zezé Macedo, Consuelo Leandro, Chico Anysio, Castrinho, Brandão Filho, Lúcio Mauro, Cazarré, Walter e a irmã Ema D´Ávila, Renato Corte Real, Maria Tereza, Tutuca, Agildo Ribeiro, Geraldo Alves, Francisco Milani, Murilo Amorim Corrêa, Marcos Plonka, Paulo Silvino, Orival Pessini, Simplício e... o Tom Cavalcante.

O Tom, como caso mais recente, passando de quatro décadas de carreira.

É bem o caso de se perguntar: o que seria deles todos se tivessem nascido anos depois? Ou, pior, nos tempos de agora?

Gente boa tem. Eles sobram por aí. O que não existe é oportunidade e quem saiba realizar.

Outro exemplo

O "Encrenca", da Rede TV!, tem um modelo diferente, mas valendo-se de outros meios continua conquistando uma das maiores audiências dos domingos.

E isso num horário dos mais bravos, em competição intensa com Globo, Record e SBT.

Paloma Duarte e Rosanne Mulholland  - Estevam Avellar/TV Globo - Estevam Avellar/TV Globo
Paloma Duarte e Rosanne Mulholland, irmãs em "Toda Forma de Amar"
Imagem: Estevam Avellar/TV Globo

Irmãs

Em "Toda Forma de Amar", a próxima "Malhação", com estreia em abril, Paloma Duarte e Rosanne Mulholland serão as irmãs Lígia e Lara, respectivamente.

A personagem de Paloma é casada com Joaquim (Joaquim Lopes), enquanto Rosanne vive uma advogada ambiciosa e competitiva, que abre mão da ética para conseguir o que deseja.

Ano fechado

Mariana Ximenes vai aparecer em "Se Eu Fechar os Olhos Agora", série do Ricardo Linhares, com exibição confirmada agora em abril na Globo.

No segundo semestre, também com gravações já encerradas, ela será um dos destaques da segunda temporada de "Ilha de Ferro" para o Globoplay. Novela só em 2020, talvez com Daniel Ortiz, às 19 horas.

Discretamente

O SBT, em meio às mudanças feitas na sua programação dos sábados, terminou de exibir os 10 episódios da fracassada reprise de "Pássaros Feridos".

Terminou e quase ninguém notou, tamanho o descaso no Ibope.

Tudo na paz

A dramaturgia da Globo confirma que não existe nenhuma alteração na ordem de entradas ou saídas das suas novelas na fila das 21h.

Como caso mais imediato, Aguinaldo Silva vai com os 161 capítulos de "O Sétimo Guardião" até 17 de maio, com reprise no sábado, 18. "A Dona do Pedaço", do Walcyr Carrasco, estreia no dia 20.

Não muda

A Globo vai manter o "Profissão Repórter" do Caco Barcellos nas noites de quarta-feira, após o futebol.

O programa iniciará esta nova temporada no dia 17 de abril e será exibido até 18 de dezembro.

Foi bem

Em fevereiro, pelo segundo mês consecutivo, a ESPN registrou recorde de acessos na sua plataforma digital.

O Super Bowl foi o evento mais assistido, seguido pelos clássicos entre Real Madrid e Barcelona e Premier League.

E o detalhe

Segundo a ESPN, o streaming não tem tirado audiência da TV, mas sim atuado de forma complementar e ajudado a impulsionar a audiência dos canais, reforçando as pesquisas sobre o tema.

Portanto, estando em casa, a TV seguirá sempre como primeira opção.

Isabelle Drummond  - Fabiano Battaglin/TV Globo - Fabiano Battaglin/TV Globo
Manu, personagem da Isabelle Drummond em "Verão 90", ganha um programa na novela
Imagem: Fabiano Battaglin/TV Globo

Vai brilhar

Manu, personagem de Isabelle Drummond em "Verão 90", ganhará um programa na novela, o "No Fusca com Manu" e vai finalmente despontar na carreira.

A atração será um sucesso de audiência da fictícia POPTV e Manu vai entrevistar convidados anônimos e especiais, entre eles, Tim Maia (Victor Sávios).

Bate - Rebate

* Entre abril e maio a TV Cidade Fortaleza vai estrear o "Balanço Geral Ceará", com direito ao "Hora da Venenosa" local...
* ... Já existe todo um pessoal sendo chamado para compor a equipe.
* Amanhã, sábado, vai ao ar o "Programa da Maísa", no SBT, normalmente, com a esperança de repetir os bons resultados da estreia...
* ... Mas também tem Brasil X Panamá, às duas da tarde, na Globo...
* ... Uma disputa que até poderá ser interessante...
* ... Se bem que, vamos combinar, a seleção brasileira - tão distante do Brasil - está longe de despertar atenção de alguém.
* A série "Segunda Chamada", da Globo, tem Débora Bloch com uma das protagonistas definida...
* ... Mas no seu elenco também já estão certas as escalações de Hermila Guedes, José Dumont e Paulo Gorgulho.
* Neste sábado, 11 da noite, Milton Leite vai receber o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, no "Grande Círculo", do SporTV....
* ... Participaram do programa o narrador Luis Roberto, o comentarista Casagrande e os jornalistas Martin Fernandez, Ana Thais Matos, Pedro Bassan e Mauro Naves.

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco