Topo

Coluna

Flávio Ricco


Pânico e CQC, como legado, têm valores distribuídos em diversos setores

Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Eduardo Sterblitch, do "Pânico" para a Globo, agora no elenco de "Shipados" Imagem: Ramon Vasconcelos/Rede Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

2019-06-15T00:05:00

15/06/2019 00h05

É interessante verificar os tantos valores do "Pânico" e do "CQC"(Band) hoje distribuídos entre várias emissoras e, alguns, em diferentes rumos de atuação.

Eduardo Sterblitch é um desses casos, já com vários bons serviços prestados e escalação frequente em trabalhos do Grupo Globo.

A série "Shippados" é só o último em cartaz e já com um próximo, a nova "Éramos Seis", definido.

Como mais alguns exemplos dessa "exportação", Felipe Andreoli, hoje no "Globo Esporte"; Guilherme Santana, "Escolinha"; Danilo Gentili no "The Noite"; Monica Iozzi, novelas; Marco Luque, "Altas Horas"; Oscar Filho, "Programa da Maisa" e por aí afora, além do Rafinha Bastos, em investidas solo.

Isto sem contar Marcelo Tas, Dani Calabresa e Dan Stulbach, todos há mais tempo na estrada e carreiras consolidadas.

E, voltando ao Edu, na próxima terça-feira(18), logo após a transmissão de Brasil e Venezuela, jogo da Copa América, a Globo vai exibir o primeiro episódio de "Shippados" na "Sessão Globoplay".

Os 12, total da série, já estão disponíveis na plataforma digital do grupo.

*Colaborou José Carlos Nery