Topo

Coluna

Flávio Ricco


"Malhação" atropela nove antecessoras em pouco mais de dois meses no ar

Crédito Sérgio Zalis/TV Globo
Allanis Guillen e Pedro Novaes do elenco de "Malhação: Toda Forma de Amar" Imagem: Crédito Sérgio Zalis/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

2019-06-24T00:05:00

24/06/2019 00h05

"Malhação: Toda Forma de Amar", escrita por Emanuel Jacobina, um especialista neste segmento, apresenta desempenho surpreendente. Com pouco mais de dois meses de exibição, a produção já superou 9 das 10 temporadas anteriores em audiência na Grande São Paulo, ficando atrás apenas de "Viva a Diferença", vencedora do Emmy Kids Internacional 2018.

De acordo com os dados do Kantar Ibope, são 18 pontos de média e 33% de participação, considerando suas nove primeiras semanas. Os resultados nas redes sociais também são bem interessantes.

O tema principal da "Malhação" em cartaz é o embate entre duas mulheres por causa de uma criança. A mãe biológica descobre que a sua filha não morreu, mas foi dada em adoção. Daí a luta para tirá-la das mãos da família adotiva.

Jacobina diz que "sempre quis escrever uma história que envolva adoção. Acho importante apresentar a força e a grandeza do significado dessa atitude".

E acrescenta: "temos o ponto de vista da mãe biológica e da que adotou. A ideia é construir uma trama em que, através de diferentes tipos de relação, o amor é o sentimento que predomina, em especial a amizade".

A temporada deste ano também fala sobre a periferia das grandes cidades, entre outros temas.

O elenco reúne nomes como Alanis Guillen, Pedro Novaes, Paloma Duarte, Joaquim Lopes, Rosanne Mulholland, Tato Gabus Mendes e Gabriella Mustafá.

*Colaborou José Carlos Nery