Topo

Coluna

Flávio Ricco


BandSports também vai transmitir a Olimpíada de Tóquio em 2020

Divulgação
Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

12/07/2019 00h05

A TV Globo sublicenciou os direitos de transmissão da Olimpíada de Tóquio 2020 para o BandSports, canal de esportes do Grupo Band.

Não há nada que a impeça de realizar essa operação, com relação a emissoras da TV paga.

Quanto a negociações envolvendo a TV aberta, elas só podem acontecer diretamente com o COI - Comitê Olímpico Internacional.

O grande inconveniente, no caso dos próximos Jogos Olímpicos, de 24 de julho a 9 de agosto, será o horário, em se tratando de um país asiático.

Todas as competições se darão na madrugada.

De qualquer forma, a presença do BandSports no evento, sem dúvida, é uma grande conquista.

O Grupo Band, vale informar ainda, não descarta a possibilidade de acionar uma empresa de fora e assim terceirizar toda a parte de produção (a Turner já funciona nesses moldes com a Casablanca no campeonato brasileiro).

Juliana Veiga foi contratada pelo BandSports - ESPN
Juliana Veiga foi contratada pelo BandSports
Imagem: ESPN

Enquanto se discute se haverá ou não a contratação dessa empresa, algumas medidas já vão sendo tomadas, internamente.

Um exemplo: o BandSports recontratou a apresentadora Juliana Veiga, que estava na ESPN. Ela está de volta para comandar o projeto olímpico.

Juliana, porém, em contato com a coluna informa que ainda "está em negociação com o BandSports e BandNews", através da sua produtora de conteúdo.

*Colaborou José Carlos Nery