Topo

Coluna

Flávio Ricco


Sandra Annenberg não queria deixar o comando do jornal Hoje: "arrasada"

Sandra Annenberg durante a sua despedida do Jornal Hoje - Reprodução/TV Globo
Sandra Annenberg durante a sua despedida do Jornal Hoje Imagem: Reprodução/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

14/09/2019 00h05

Esta sexta-feira foi um dia muito difícil, tanto para Sandra Annenberg, que se despediu da bancada do "Hoje" após 18 anos - 16 deles seguidos, quanto para a equipe do jornal que a acompanhou nesse período todo. Eles também choraram ao receberem notícia da própria apresentadora que ontem seria o seu último dia

Sandra, agora, vai se preparar para substituir Sérgio Chapelin no "Globo Repórter" e formar dupla com Glória Maria. Profissional que é, irá encarar com a mesma determinação esse novo desafio de sua carreira.

Mas, dependesse apenas da sua vontade, ela continuaria no jornal de todas as tardes. Amava fazê-lo e tinha uma enorme sintonia com os colegas de trabalho. Para priorizar o "JH", até abriu mão do "Jornal Nacional". A mudança foi uma imposição da direção de jornalismo - leia-se Ali Kamel.

Segundo colegas da jornalista, ela se disse "arrasada" com a determinação. Não queria sair. Uma atitude até natural. De qualquer forma, também no "GR", existe a certeza que também fará o seu trabalho muito bem.

Conforme noticiado ontem neste espaço, Maria Júlia Coutinho assumirá a bancada do jornal "Hoje" no dia 30. Nas próximas duas semanas, o "JH" será ancorado por Márcio Gomes.

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco