Topo

Coluna

Flávio Ricco


Globo estuda saídas para resolver problemas do "Se Joga"

Fernanda Gentil é uma das apresentadoras do "Se Joga" - Divulgação/Victor Pollak/Globo
Fernanda Gentil é uma das apresentadoras do "Se Joga" Imagem: Divulgação/Victor Pollak/Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

26/10/2019 00h05

Na Globo já existe a busca de alternativas para melhorar os resultados do "Se Joga".

Em São Paulo, até com alguma frequência, o programa tem perdido em audiência para a Record e SBT, ficando em terceiro lugar no horário.

Inovações serão introduzidas no decorrer dos próximos dias para tentar reverter este quadro. Isso é certo.

Apresentado por Fernanda Gentil, Érico Brás e Fabiana Karla, o "Se Joga" estreou em 30 de setembro e foi pensado para resolver os problemas da Globo na faixa da tarde. Só que até o momento ainda não conseguiu cumprir esta missão.

De qualquer forma, há uma grande equipe por trás pensando em várias possibilidades para tentar virar esse jogo.

Tempo ao tempo.

*Colaborou José Carlos Nery

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa-redonda sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer. Os podcasts do UOL estão disponíveis em https://noticias.uol.com.br/podcasts/, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Flávio Ricco