PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Joel Santana e Renê Simões são contratados para reality de Glenda Kozlowski

Joel Santana - Buda Mendes/Getty Images
Joel Santana Imagem: Buda Mendes/Getty Images
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

10/12/2019 16h25

Resumo da notícia

  • "Uma Vida, Um Sonho" vai estrear entre os meses de maio e junho
  • Joel Santana e Renê Simões, além de clubes, trabalharam em seleções
  • São dois dos mais respeitados e conhecidos treinadores brasileiros

"Uma Vida, Um Sonho", o reality de futebol que Glenda Kozlowski vai apresentar no SBT, continua com as suas providências sendo tomadas e em ritmo bem acelerado, mesmo com sua estreia prevista entre os meses de maio e junho.

O programa irá ao ar nas manhãs de domingo e contará com a participação de 22 jovens, com idades entre 18 e 20 anos, que sonham em seguir carreira no mudo do futebol.

O público e os treinadores serão os responsáveis por definir os vencedores em cada edição, ao vivo, e o grande campeão do reality terá a oportunidade de entrar em um grande clube da Europa.

Renê Simões - Reprodução/Facebook
Renê Simões
Imagem: Reprodução/Facebook

E, entre os seus novos movimentos, sabe-se que já foram acertadas as contratações de dois conhecidos treinadores, Joel Santana e Renê Simões, que trabalharam em vários clubes e em seleções, para fazer todo o acompanhamento desses jovens.

Serão eles, enfim, que sempre terão a palavra final, especialmente sobre o grande vencedor.

"Uma Vida, Um Sonho" será realizado pelo SBT em parceria com a LCA Entertainments & Sports. Glenda, que trabalhou durante 23 anos no Grupo Globo, falou recentemente sobre esse novo desafio em sua carreira:

"Estar à frente de um projeto que além de inovador também traz uma preocupação com o lado social é uma honra. Os anos de experiência que tenho cobrindo os bastidores do futebol irão me ajudar bastante na condução do programa, e conhecendo o mercado, tenho certeza que a exposição dos participantes fará com que muitas portas sejam abertas para eles. Eu acredito no lado democrático do esporte, na chance, na oportunidade, e o espaço que está sendo oferecido para 22 jovens mostrarem seu talento foi o que mais me atraiu nesse formato, será um projeto realmente transformador".

Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco