PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


CNN Brasil reúne equipe e informa diretrizes sobre uso de redes sociais

Daniela Lima é a contratação mais recente da CNN Brasil - Nadja Kouchi
Daniela Lima é a contratação mais recente da CNN Brasil Imagem: Nadja Kouchi
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

11/12/2019 00h05

Resumo da notícia

  • CNN Brasil baixou normas para moderar uso das redes sociais
  • Evaristo Costa será um caso de exceção
  • Globo também adota medidas bem parecidas

A CNN Brasil, na semana passada, promoveu uma reunião com o seu pessoal em São Paulo, entre outras coisas, para explicar sobre o uso das redes sociais. O que pode e o que não pode! Segundo apurado, o modelo será praticamente igual ao adotado pelo Grupo Globo no Jornalismo.

Por exemplo: a direção da CNN deixou bem claro que não poderá haver "marcações de empresas" nas redes e que também será terminantemente proibido aceitar presentes. Foi solicitado ainda que se evitem maiores exposições.

Evidente que as regras, na sua totalidade, não valem para a turma do Entretenimento - leia-se Evaristo Costa.

No Grupo Globo, em relação às diretrizes relacionadas ao comportamento de seus jornalistas nas redes sociais, além daquelas envolvendo questões políticas, uma parte é muito específica sobre a relação com marcas.

Conforme determinado, é imprescindível que o jornalista evite a percepção de que faz publicidade, mesmo que indiretamente, ao citar ou se associar a nomes de hotéis, empresas, restaurantes, produtos e companhias aéreas.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco