PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Elenco de nova série da Globo com Sophie e Lombardi não derrapa no inglês

Sophie Charlotte é a protagonista de O Anjo de Hamburgo - Estevam Avellar/TV Globo
Sophie Charlotte é a protagonista de O Anjo de Hamburgo Imagem: Estevam Avellar/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL

26/01/2020 00h05

Resumo da notícia

  • Elenco grava em Buenos Aires, na Argentina, superprodução
  • Série é toda falada em inglês e reúne atores internacionais
  • Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi são protagonistas

As informações que chegam de Buenos Aires, na Argentina, cenário das primeiras gravações da série "O Anjo de Hamburgo", uma parceria Globo e Sony, protagonizada por Sophie Charlotte e Rodrigo Lombardi, é o que o elenco brasileiro está arrasando no inglês.

A fluência na língua estrangeira era uma das exigências para os interessados em garantir espaço nessa produção sobre a vida de Aracy Guimarães Rosa (interpretada por Sophie), brasileira que ajudou a salvar judeus que eram perseguidos pelo regime nazista.

O elenco grava na Argentina como se estivesse em Hamburgo, na Alemanha.

Rodrigo Lombardi vive Guimarães Rosa - Reprodução Instagram
Rodrigo Lombardi vive Guimarães Rosa
Imagem: Reprodução Instagram

Rodrigo Lombardi, que vive Guimarães Rosa, até se divertiu com a situação em postagem no Instagram. "Pausa pro café em Hamburgo. Só que na Argentina. Amando Buenos Aires", escreveu o ator.

"O Anjo de Hamburgo" tem direção-geral de Jayme Monjardim. Toda falada em inglês, a série também reúne no elenco nomes internacionais, como Tomas Spencer, britânico; Stefan Weinert, alemão, e Brian Townes, americano.

A produção será inteiramente gravada este ano, mas ainda não tem previsão de lançamento.

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Flávio Ricco