PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Flávio Ricco

Globo cria cartilha contra Coronavírus e pede cuidado até com beijo

Globo orienta funcionários contra Coronavírus  - Divulgação
Globo orienta funcionários contra Coronavírus Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

12/03/2020 21h40

Resumo da notícia

  • Globo pede para que viagens de profissionais sejam evitadas
  • Funcionários devem evitar aglomerações
  • Recomenda não beijar, abraçar e nem dar as mãos - ao cumprimentar pessoas

O elenco da Globo recebeu um informativo com orientações contra o Coronavírus. No texto, a emissora destaca várias situações que devem ser evitadas por seus profissionais.

Viagens nacionais devem ser, na medida do possível, evitadas, e as internacionais, canceladas, com exceção das que sejam imprescindíveis.

Recomenda-se também não beijar, abraçar e nem dar as mãos - ao cumprimentar as pessoas.

Abaixo, o informativo na íntegra:

"Coronavírus - Orientações da Globo

A Organização Mundial da Saúde(OMS) classificou na última quarta-feira, dia 11, o surto do novo coronavírus como uma pandemia, que é a disseminação de uma nova doença.

Dando continuidade ao compromisso da Globo com seus colaboradores seguem instruções atualizadas sobre o COVID-19:

- Viagens nacionais devem ser na medida do possível, evitadas.

- Viagens internacionais devem ser canceladas, com exceção das que sejam imprescindíveis, que devem ser aprovadas pelo diretor da área. Os colaboradores que retornarem de viagens ao exterior (não importa o país) devem permanecer em casa por 14 dias, independentemente de apresentarem sintomas ou não.

Se durante o afastamento, o colaborador apresentar sintomas de gripe, deve procurar um médico, informar ao Serviço de Saúde de Recursos Humanos de sua unidade e permanecer em casa até o resultado dos exames.

Confirmada a contaminação de algum colaborador, a empresa deve ser avisada imediatamente e as medidas em relação ao local de trabalho do colaborador serão tomadas pelas áreas de Recursos Humanos e Finanças, Jurídico e Infraestrutura.

Os colaboradores com sintomas comuns e corriqueiros de resfriado e gripe devem avisar aos gestores e permanecer em casa até que os sintomas desapareçam.

Se houver agravamento do quadro de saúde, o colaborador deve procurar um médico. Embora gripes e resfriados, geralmente, não ofereçam riscos à saúde, no contexto de pandemia de uma doença com sintomas similares, a medida visa dar tranquilidade ao ambiente de trabalho.

Eventos com grande aglomeração de pessoas devem ser evitados, tanto internamente quanto externamente.

Recomenda-se que os compromissos de trabalho com visitantes (palestrantes, atores, consultores, parceiros etc.) provenientes do exterior sejam feitos por vídeo. Caso haja necessidade de ser presencial, não devem ocorrer nas dependências da empresa.

Lembrando que:

Os sintomas mais comuns são febre, cansaço e tosse. Algumas pessoas têm dores no corpo, congestão nasal, coriza, dor de garganta ou diarreia. Uma em cada seis pessoas desenvolve dificuldades para respirar. Até o momento, não existe medicamento específico ou vacina contra o vírus COVID-19.

A melhor forma de prevenir é não levar as mãos ao rosto, especialmente boca, nariz e olhos, lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou usar álcool em gel(70%) para fazer a higienização, cobrir o nariz e a boca com a parte interna do braço quando tossir e espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, como canetas, copos, pratos e talheres.

Ao cumprimentar as pessoas, recomenda-se não beijar, abraçar e nem dar as mãos".

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco