PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


"Sou otimista", afirma Cris Dias sobre fazer Olimpíada no Japão

Cris Dias torce para fazer a Olimpíada no Japão, que está ameaçada pelo avanço do coronavírus  - Divulgação
Cris Dias torce para fazer a Olimpíada no Japão, que está ameaçada pelo avanço do coronavírus Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

15/03/2020 00h05

Resumo da notícia

  • Apresentadora, ex-Globo, estava escalada para cobrir os Jogos no Japão, antes da explosão do coronavírus
  • Cristiane ainda espera viajar para essa cobertura
  • Na CNN Brasil, ela fará participação no jornal de William Waack

Cristiane Dias trabalhou na Globo durante 13 anos e agora, exatamente um ano depois de deixar a emissora, se prepara para estrear na CNN Brasil. A apresentadora, conhecida por seu trabalho à frente de programas esportivos como "Globo Esporte" e "Esporte Espetacular", já estava escalada para fazer a Olimpíada diretamente do Japão, a partir de julho. Seria o principal nome do novo canal de notícias na cobertura "in loco" desse grande evento. Ela só não contava com a explosão do coronavírus, que pode modificar completamente os planos.

"A gente está acompanhando diariamente o caso (avanço do coronavírus). Queremos muito fazer de lá, mas não temos certeza. Sou otimista e acredito que até a Olimpíada estará tudo certo", diz Cristiane, que já produziu algumas reportagens para a estreia do canal.

Sobre trabalhar na CNN Brasil, Cris afirma que "é um desafio muito grande e, ao mesmo tempo, dá um frio na barriga, porque estamos defendendo uma marca já santificada no mundo. Estamos muito ansiosos".

A apresentadora, inicialmente, participará do informativo de William Waack, o "Jornal da CNN', e depois circulará por outros produtos do canal.

Ao contrário do que andou saindo por aí, Cris avisa que não há planos de um programa próprio na CNN, até pelo fato de não ser um canal de esportes, mas de notícias.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco