PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Flávio Ricco


Humberto Martins encara quarentena nos EUA e fala sobre 'Totalmente Demais'

Leona Cavalli e Humberto Martins em "Totalmente Denais" - Renato Rocha Miranda/TV Globo
Leona Cavalli e Humberto Martins em "Totalmente Denais" Imagem: Renato Rocha Miranda/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

07/04/2020 00h05

Resumo da notícia

  • Ator mora nos Estados Unidos desde o término de "Verão 90"
  • Em casa, ele vem tocando novos trabalhos para teatro e cinema
  • Humberto elogiou ambiente de trabalho em "Totalmente Demais": espírito de equipe é tudo

Humberto Martins passou a morar em Orlando, após o término da novela "Verão 90", no ano passado, mas é outro que também voltou ao ar na edição especial de "Totalmente Demais" no papel do empresário Germano.

"Feliz por estar de volta com uma novela que foi sucesso, mas sentido pelos colegas que tiveram que interromper seus trabalhos. 'Totalmente Demais significou mais um dos desafios que qualquer personagem nos coloca diante da profissão. Não há personagem fácil. Assim como Germano, os outros todos tinham seus pretextos de vida diferentes, assim como o tom de cada um, na fala e nos gestos", comenta o ator.

"Eu o encaixo dentro do Hall de meus bons personagens como um acerto. Tínhamos a colaboração de uma direção precisa e dedicada exclusivamente a nós no set de gravação. E, a dedicação e parceria entre nós, atores no nosso entrosamento como equipe. Espírito de equipe é tudo! O público pode esperar muitas emoções..."

Vida nos EUA e home office:

"Estou morando em Orlando desde o término de 'Verão 90' (exibida de 29 de janeiro a 26 de julho de 2019). Minha rotina em tempos de quarentena é ficar em casa. Tenho muitos projetos, e atualmente estou trabalhando em dois deles em casa: um para teatro no Brasil, e outro para o cinema com uma produtora de Los Angeles em parceria com o Brasil. Mas nada que coloque em conflito de tempo e data uma possível escalação para novelas ou séries na Globo. Procuro ter uma logística bem programada", explica o artista.

*Colaborou José Carlos Nery

Flávio Ricco