PUBLICIDADE
Topo

Paulo Gustavo tem pneumonia bacteriana; estado ainda é grave

O ator Paulo Gustavo  - Reprodução/Instagram
O ator Paulo Gustavo Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/04/2021 19h45

O ator Paulo Gustavo continua em estado grave e internado em UTI no tratamento contra a covid-19. A assessoria de imprensa do artista informou ao UOL que uma nova pneumonia bacteriana foi identificada ontem.

O comunicado destaca que o problema está sendo tratado de forma eficiente. O texto aponta que "evidências de melhora na função pulmonar" estão surgindo, o que faz a equipe médica confiar na recuperação do ator.

Paulo Gustavo continua seguindo tratamento com ventilação mecânica e ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea). "Como em outros casos graves, ocorrem oscilações no estado geral", apontou a equipe médica do artista.

O boletim médico publicado anteriormente foi divulgado à imprensa no dia 19 de abril. O texto, compartilhado pela própria equipe de comunicação do ator, diz que ele apresentou melhora naquele período, com os problemas mais urgentes contornados e sem novas complicações.

A irmã do ator, Juliana Amaral, fez uma publicação no Instagram comentando sobre o novo boletim médico. "Força irmão. Te amo", escreveu ela na legenda da postagem.

O histórico do estado de Paulo Gustavo

Paulo Gustavo foi intubado em 21 de março, após 8 dias de internação para combater a covid-19. O ator, no entanto, continuou a apresentar piora do quadro respiratório e, no dia 2 de abril, a equipe médica decidiu submetê-lo à terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea) na UTI, uma técnica também conhecida como pulmão artificial que auxilia na oxigenação do sangue.

No dia 4 e, novamente, no dia 9 de abril, o ator passou por procedimentos por via endoscópica (toracoscopia) para corrigir fístulas bronco-pleurais, uma comunicação anormal entre brônquios e pleura, a membrana dos pulmões, que permite o vazamento de ar

Em 11 de abril, o ator seguia em estado crítico, teve nova fístula detectada, segundo nota à imprensa, e recebeu reposição de fatores de coagulação. No dia 15 de abril, um novo boletim médico afirmou que ele também foi submetido naquela semana a "várias intervenções, como broncoscopias, e alguns procedimentos cirúrgicos" que controlaram hemorragias.

Confira a íntegra do boletim médico de hoje (26/04):

Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo continua no Serviço de Terapia Intensiva e ainda encontra-se em situação grave, em uso de ventilação mecânica e ECMO.

Após algumas intervenções cirúrgicas e broncoscópicas, além de mudanças na conduta clínica, ele tem apresentado sinais de recuperação.

Hoje, dia 26/04, a assessoria de imprensa do ator emite novo boletim médico informando que:

"Há cerca de sete dias não surgem complicações relevantes, fato que aumenta as nossas esperanças na boa recuperação do paciente.

Entretanto, como em outros casos graves, ocorrem oscilações no estado geral, demandando reajustes nas medicações, na ventilação mecânica e na ECMO, o que ainda determina a vigilância constante da equipe multiprofissional.

Ontem foi detectada uma nova pneumonia bacteriana, que já está sendo eficientemente tratada. Apesar disso, evidências de melhora na função pulmonar têm surgido.

Em alguns momentos, o paciente mostra sinais discretos de interação com o meio, apesar do uso de sedativos.

A família do ator agradece muito todo o carinho e orações e pede que continuem a enviar boas energias para a recuperação de todos os que se encontram na luta contra o vírus.