Coluna

Flávio Ricco

Record resolve extinguir seu departamento musical

Manuela Scarpa/Photo Rio News
Escolha de Bruno & Marrone encerra os trabalhos do departamento musical da Record Imagem: Manuela Scarpa/Photo Rio News
Arte/UOL
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

16/01/2016 07h00

A Record decidiu acabar com o seu departamento musical no Rio e São Paulo. Os funcionários demitidos eram responsáveis por trilhas sonoras de novelas e programas, contatos com editoras, artistas e gravadoras, davam apoio a outras emissoras da rede... Enfim, tinham várias funções.

Só que a cabeça de rede, no momento de anunciar os cortes, disse que “não poderia manter esse luxo”.

Profissionais experientes foram trocados por estagiários, que passam apenas a “tocar a parte burocrática” do setor. De um total de 10, seis já foram dispensados e os demais deverão sair nos próximos dias. O último trabalho do departamento foi a definição de uma música dos irmãos Antonio e Mario Marcos, "Como Vai Você?", cantada pela dupla Bruno & Marrone, como tema romântico da novela "Escrava Mãe".

Enquanto a Record caminha para trás nessa área, Globo e SBT investem forte em seus departamentos musicais.

A líder inclusive conta com um braço fonográfico, a Som Livre, e a rede de Silvio Santos já produziu centenas de músicas e trilhas para suas novelas infantis.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Topo