Topo

Coluna

Flávio Ricco

Preocupação: Esporte Interativo não cresce nem com Liga dos Campeões

AFP PHOTO / CURTO DE LA TORRE
Nacho Fernandes em partida do Real Madrid na Liga dos Campeões Imagem: AFP PHOTO / CURTO DE LA TORRE
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

14/07/2016 07h00

É das mais preocupantes a situação do Esporte Interativo. Mesmo com todos os investimentos realizados e ter em mãos um dos maiores eventos do futebol mundial, a Liga dos Campeões, o EI continua como último colocado entre os canais esportivos.

O baixo desempenho já começa a apresentar mudanças nos seus bastidores. Na terça-feira foi anunciada a saída do seu diretor Kaká Martins.

E, se internamente o cenário é de certo alvoroço, a apreensão também é muito grande do lado de fora, entre os clubes que fecharam parceria com a emissora a partir de 2019.

E uma vez mais, comenta-se que a troca de nome, de Esporte Interativo para Turner Sports, está muito próxima de acontecer. Entre pessoas da sua direção, há o entendimento que, como efeitos de imagem para o mercado, essa simples mudança poderá ser das mais positivas.

*Colaborou José Carlos Nery

Leia a coluna na íntegra

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!