PUBLICIDADE
Topo

UOL Vê TV #38: Felipe Neto consegue falar na TV sobre temas escabrosos com didatismo

Mais UOL Vê TV
1 | 25
Siga o UOL no

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2020 04h00

A presença do youtuber Felipe Neto na televisão tem sido assunto nas últimas semanas. A postura cada vez mais crítica do influencer em relação ao governo e à própria televisão é o principal tema do podcast UOL VÊ TV #38, com Chico Barney, Débora Miranda e Mauricio Stycer (disponível no vídeo a partir 01:13).

Entrevistado no último domingo (2) na GloboNews, Felipe Neto criticou o canal de notícias do Grupo Globo por ajudar a "validar" a posição de "negacionistas da pandemia e negacionistas da necessidade de isolamento social".

"Acompanho o trabalho do Felipe Neto desde 2010 e ele é um cara que consegue pensar na frente sempre", diz Barney. "É interessante para o debate ter a opinião de um insider, que entende das engrenagens e que por ser comunicador consegue falar com mais clareza e objetividade do que os especialistas dos telejornais."

Para o colunista do UOL, o "grande plot twist de Felipe Neto participar dos debates é justamente o didatismo". "Ele consegue falar das coisas específicas e escabrosas. O debate na GloboNews foi bastante ilustrativo. Só isso já justifica a importância de tê-lo nesse debate."

O vídeo gravado por ele para o "The New York Times" detonou uma repercussão sem precedentes para o bem e para o mal, segundo Stycer. "Houve uma campanha de difamação que se intensificou e acabou trazendo ele para o Jornal Nacional na semana passada, uma matéria de seis minutos", diz o colunista do UOL.

"Ele está vivendo agora o auge dos ataques com acusações graves e é o período em que ele mais está topando se expor, estar na TV, dar entrevista, é corajoso isso", observa a editora de TV e Famosos do UOL.

'Chaves' e 'Amor de Mãe'

Os rumos do SBT sem o "Chaves" e o futuro da novela "Amor de Mãe" também foram assuntos tratados neste episódio do podcast.
"Era uma novela que estava trazendo um público novo para o horário, não era um estouro de audiência, mas estava indo bem, tinha admiradores e tem qualidade", diz Débora (a partir de 28:10).

"Espero que a Globo ainda encontre um novo caminho pra gente curtir a novela de uma forma que faça jus à primeira metade que a gente assistiu."

Os participantes também elegeram os melhores e os piores da TV nesta semana e comentaram uma produção nacional de "Chaves" criada pelo SBT há pouco mais de oito anos —episódio citado como Efeméride por Chico Barney.

Você pode ouvir o programa UOL Vê TV no Spotify, no Apple Podcasts ou em outros aplicativos de podcasts. No Youtube, a gravação do programa também é transmitida em vídeo.