Topo

Globo se pronuncia sobre esponja considerada racista, mas não se retrata

Reprodução/TV Globo
Ronan questionou esponja de boneco afro no "BBB16" Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

22/01/2016 13h18

Após ser acusada de racismo nas redes sociais, a Globo se pronunciou sobre o caso da esponja em formato de boneco com cabelo black power colocada na casa do “BBB16”. Sem fazer uma retratação, a emissora ressaltou que o objeto faz parte de uma coleção com outros bonecos.

Em comunicado oficial enviado ao UOL nesta sexta-feira (22), a Globo afirmou: “A esponja citada, representando um dançarino disco dos anos 1970, faz parte de uma coleção que retrata ícones de gerações e culturas diversas, como uma moça descolada dos anos 1960, um soldado da guarda inglesa e até a própria Rainha Elizabeth. Os outros modelos serão colocados na casa aos poucos, ao longo da temporada do programa”.

Um novo modelo da coleção, confeccionada por uma empresa britânica, já entrou na casa. Na quinta-feira à noite, Ronan e Maria Claudia apareceram segurando a esponja que imita a Rainha Elizabeth 2ª, da Inglaterra. 

Reprodução/TV Globo
Ronan e Maria Claudia aparecem segurando esponja que imita a Rainha Elizabeth 2ª, da Inglaterra Imagem: Reprodução/TV Globo

A linha de objetos tem ainda uma réplica da cantora Diana Ross, batizada de Diana Walsh, e já foi alvo de protestos de organizações contra o racismo no Reino Unido.

Procurada para mais esclarecimentos, a CGCom (Central Globo de Comunicação) informou que não há a intenção de retirar a esponja da casa, já que ela está sendo usada pelos participantes para outras finalidades.

A fabricante do boneco também se manifestou sobre as acusações de racismo e afirmou que não vai deixar de vender o objeto. 

"Não temos planos para retirá-lo de nossa gama de produtos", afirmou à BBC Brasil por e-mail a britânica Paladone, que fabrica o acessório. A empresa afirmou desconhecer a polêmica envolvendo o "BBB".
 
"No passado, explicamos e defendemos nossa gama de esponjas temáticas. Mas essa defesa não seria necessária já que a maioria dos usuários discordou enfaticamente que o produto era racista", disse a empresa.
 
Uso "proibido" na casa
O estudante de filosofia Ronan, que é negro, proibiu os brothers de usarem a peça para lavar a louça na última quarta. Ele apelidou o boneco de Will e o colocou como enfeite de mesa. “Por que tem que ser um negro? Isso aqui não vai ser usado para lavar nada", afirmou o brother na ocasião.
 

A esponja tornou-se alvo de polêmica antes mesmo da estreia do “BBB16”, na última terça. Após a exibição da decoração da cozinha do reality show durante o "Mais Você", internautas apontaram racismo no formato escolhido para a esponja e criticaram a Globo nas redes sociais.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!