Topo

Geralda esquece de apertar o botão e é desclassificada da prova do líder

Do UOL, São Paulo

18/03/2016 09h59

Geralda foi a terceira participante a deixar a prova do líder, que exigia resistência física, nesta sexta-feira (18). Geralda permaneceu na prova por mais de nove horas, mas foi desclassificada por esquecer de apertar o botão ao chegar em seu estado de destino, uma das exigências da prova.

Munik foi a primeira a deixar a quarta prova de resistência do "BBB16", após cinco horas na disputa pela nona liderança. "Se eu não tivesse bebido tanto...", lamentou Munik, justificando sua desistência. A morena contou para Geralda que bebeu demais: "Parecia que o mundo ia acabar. Não lembrava que hoje podia ser prova de resistência". Pequi foi seguida por Ronan, que deixou o campo de prova por volta das 8h.

Com início na noite desta quinta-feira, durante a edição ao vivo do "BBB", a prova foi disputada por todos os cinco brothers que permanecem na casa. Desde a última semana, o líder da semana foi dispensado do 'Poder do Não', que vetava a participação de alguns competidores.

Desde a última edição do programa, o líder da semana não tem imunidade garantida na formação do paredão, mas é premiado com R$ 10 mil a cada liderança.

A prova

A disputa pela nona liderança foi patrocinada por uma empresa de linha de crédito. Os brothers precisavam permanecer em um cenário montado na área externa da casa que representava as cinco regiões do país, interligados por uma estrada.

Geralda começou a prova no estado de Minas Gerais, Cacau em Pernambuco, Matheus em Roraima, Munik em Goiás e Ronan no Paraná. Ao longo da disputa, um painel avisava para qual estado cada participante deveria se deslocar.

Quando o cronômetro tocasse, era preciso caminhar para a região indicada no painel e apertar um botão. O cronômetro disparava silenciosamente, mas um aviso sonoro avisava quando o tempo se esgotava. O tempo de deslocamento dos brothers não era pré-estabelecido e pode variar.

Durante a competição não era permitido deitar no chão, atravessar os limites das divisórias marcadas no chão, ocultar a face ou tocar nos objetos do cenário. Só era permitido sentar-se em um banco.

Geralda começou a prova no estado de Minas Gerais, Cacau em Pernambuco, Matheus em Roraima, Munik em Goiás e Ronan no Paraná. Ao longo da disputa, um painel avisava para qual estado cada participante deveria se deslocar.

Quando o cronômetro tocasse, era preciso caminhar para a região indicada no painel e apertar um botão. O cronômetro disparava silenciosamente, mas um aviso sonoro avisava quando o tempo se esgotava. O tempo de deslocamento dos brothers não era pré-estabelecido e pode variar.

Durante a competição não era permitido deitar no chão, atravessar os limites das divisórias marcadas no chão, ocultar a face ou tocar nos objetos do cenário. Só era permitido sentar-se em um banco.

Munik é a favorita para ganhar o "BBB16"

UOL Entretenimento

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!